A sigla DNS, que significa Domain Name System, nada mais é do que o sistema de nomes de domínios da internet, ou seja, é o DNS quem dá nome ao site.

De início parece confuso, então vamos por partes. O computador não é que nem nós humanos que compreendemos palavras e vocábulos, ele apenas "enxerga" números e letras aleatórias. Imagina se fosse necessário programar o computador com todos os idiomas possíveis e atualizá-lo a cada site novo na internet, seria algo inviável.

Devido a isso surgiu o DNS, para unificar todos os idiomas em um único que o computador compreenda, no caso números. Quando você digita um endereço na barra de pesquisa do seu navegador, o DNS pega esse nome e traduz para um endereço IP, que nada mais é do que o protocolo de internet. Vamos a um exemplo.

Você está programando um passeio no fim de semana e quer saber a temperatura de sábado e domingo. Então você vai lá no seu navegador e digita www.climatempo.com.br e automaticamente é aberto o site de serviços meteorológicos. 

Entretanto, para o computador encontrar esse site, o DNS traduziu o endereço do portal para o endereço IP, ficando 200.143.167.18, fazendo com que o computador fosse capaz de compreender o que a pessoa gostaria de acessar e assim direcioná-la até o site.

Já pensou se tivéssemos que decorar os sites por meio dos endereços de IP? Bem complicado, por isso foi criado o DNS, para facilitar nossa vida ao usar a internet. Mas se você gosta de decorar números, não tem problema, ao digitar o IP 200.143.167.18 na barra de busca de seu navegador, ele acessará igualmente o site do Clima Tempo.

Mas como que o DNS sabe que aquele endereço é equivalente ao IP correto? Simples, o sistema de nomes de domínios funciona como uma lista telefônica. Para o pessoal mais novo, antigamente era entregue diretamente em casa um livro no qual continha o nome de cada pessoa da cidade e o telefone fixo dessa pessoa. 

Por meio dessa preciosidade você conseguia pesquisar por um nome na lista e encontrar o telefone correspondente a pessoa, e assim realizar uma ligação a ela. Algo que foi abandonado com a popularização das redes sociais e da própria internet. Voltando ao exemplo, o DNS procura por esse site em sua lista e verifica o endereço de IP, assim repassando o código hexadecimal equivalente para o computador.

Variedade de servidores DNS

Assim como quase tudo na vida, você também pode escolher qual servidor DNS quer utilizar. Por padrão sua conexão de rede vem configurada conforme o protocolo da empresa de banda larga contratada, entretanto há outras opções que poderão deixar sua navegação mais rápida e segura. Conheça algumas delas a seguir e configure seu DNS de preferência diretamente nas configurações de rede ou de seu roteador.

Google Public DNS

Sendo o mais simples dessa lista, o serviço de DNS do Google é bem simples e não conta com recursos extras além da tradução de domínios para endereços IP. Sua configuração poderá ser feita tanto em IPv4, quanto em IPv6, ficando a escolha do usuário.

IPv4: Servidor primário: 8.8.8.8; Servidor secundário: 8.8.4.4.

IPv6: Servidor primário: 2001:4860:4860::8888; Servidor secundário: 2001:4860:4860::8844.

OpenDNS

Sendo um dos mais populares em todo o mundo, o OpenDNS possui servidores na América do Norte, Europa e Ásia. Infelizmente o serviço de DNS ainda não possui suporte para a região da América do Sul. Entre seus principais benefícios estão recursos de proteção contra sites falsos e de controle parental. O OpenDNS só está disponível em IPv4, sendo os servidores:

IPv4: Servidor primário: 208.67.222.222; Servidor secundário: 208.67.220.220. 

GigaDNS

Com servidores mantidos no Rio Grande do Sul por meio do serviço de hospedagem KingHost, o Giga DNS é um serviço básico de tradução de nomes de domínios em endereços IP. O serviço conta com suporte para IPv4 e IPv6, podendo ser configurada com os endereços a seguir:

IPv4: Servidor primário: 189.38.95.95; Servidor secundário: 189.38.95.96.

IPv6: Servidor primário: 2804:10:10::10; Servidor secundário: 2804:10:10::20.

Level 3

Uma das maiores empresas de serviço DNS, a Level 3 fornece suporte a milhares de companhias em diversos locais do mundo. No Brasil, a empresa fornecia seu serviço a GVT, proporcionando com que os clientes da provedora de internet conseguissem se conectar a redes internacionais. A Level 3 também é responsável pela infraestrutura do Google Public DNS, entretanto disponibiliza seu próprio serviço de DNS. Diferente das opções anteriores, essa traz a possibilidade de você testar vários servidores possíveis, lembrando que todos eles respondem a partir dos Estados Unidos.

IPv4:Servidor principal primário: 209.244.0.3; Servidor principal secundário: 209.244.0.4;

Servidor alternativo: 4.2.2.1; Servidor alternativo: 4.2.2.2; Servidor alternativo: 4.2.2.3; Servidor alternativo: 4.2.2.4; Servidor alternativo: 4.2.2.5; Servidor alternativo: 4.2.2.6.

.....

Uma boa escolha de serviço DNS possibilitará que sua navegação fique mais veloz devido ao amplo cache do servidor e seu banco de dados. Além disso, alguns possibilitam bloqueios de sites fraudulentos, algo que infelizmente anda popular na rede.